Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK

Como fazer um mapa conceitual

19/01/2021 às 16:56 PNL

Como fazer um mapa conceitual

O mapa conceitual é uma técnica semelhante ao mapa mental. Ambas buscam facilitar a criatividade e a memorização de informações. Um mapa conceitual bem estruturado pode ajudar no crescimento de negócios ou na preparação dos estudos para uma prova.

No meio do desenvolvimento pessoal, o mapa conceitual é uma ferramenta utilizada para guiar a gestão de negócios e traçar um planejamento estratégico para os mais diversos objetivos pessoais e corporativos.

Aqui vamos mostrar de forma simples como fazer um mapa conceitual e quais são os seus principais benefícios no dia a dia. É preciso prestar atenção aos detalhes e estimular a criatividade para que essa técnica funcione com excelência.

O que é um mapa conceitual?

O mapa conceitual é uma técnica visual que proporciona a memorização rápida de qualquer conteúdo. Com o uso de palavras-chave interligadas por um gráfico, esse método torna a aprendizagem muito mais simples e rápida.

A ideia do mapa conceitual é bem ampla, a pessoa deve utilizar diversos conceitos, frases, textos e imagens para facilitar a fixação do conteúdo e o entendimento de todos os envolvidos.

Mapa conceitual x mapa mental: qual é a diferença?

A semelhança entre as técnicas é importante, mas há diferenças na concepção de um mapa conceitual e de um mapa mental. Um mapa conceitual é usado para facilitar a aprendizagem de alguma estratégia ou teoria que será utilizada externamente.

Nisto, o mapa conceitual apresenta conceitos acadêmicos, abordando cada conceito de maneira hierárquica durante o método. Os tópicos possuem relações e links cruzados entre si.

O mapa mental possui a intenção de desenvolver um conjunto de ideias, organizar a confusão mental, nele trabalhamos com conceitos mais flexíveis. As ideias que vão surgindo no mapa mental vão sendo expostas sem hierarquia por todo o quadro, se interligando aos demais conceitos.

Como podemos perceber, a principal diferença entre um mapa conceitual e um mapa mental é a finalidade de cada um. Um mapa mental é excelente para organizar ideias, já o mapa conceitual é uma boa alternativa para memorizar conceitos e organizar estratégias.

Como fazer um mapa conceitual?

Para criar o seu primeiro mapa conceitual, você precisa se atentar aos detalhes. No passo a passo que mostraremos abaixo, você irá entender como fazer o seu mapa em poucos minutos, confira:

Escolha o tipo de mapa conceitual

Existem três tipos de mapas conceituais bastante comuns. O hierárquico que consiste em um mapa lido de cima para baixo com uma ideia central no topo e outros conceitos e definições relacionadas abaixo.

O fluxograma, modelo de mapa conceitual linear que procura sempre ter um ponto de partida e um fim, formando ciclos de atividades e conceitos. E o teia de aranha, modelo bem semelhante ao mapa mental que expõe conceitos gerais desconectados da ideia central do mapa.

Cada tipo de mapa é ideal para um objetivo diferente. O hierárquico é a melhor opção para destrinchar profundamente uma ideia. Já o fluxograma é excelente para quem quer memorizar diversos conceitos. E o teia de aranha é ideal para quem deseja conhecer mais sobre algum assunto e memorizar facilmente as informações.

Conheça a nossa Formação em PNL.

Defina a ideia central do seu mapa

Com o formato definido, você precisa definir a ideia central do seu mapa. Isso é muito importante, já que desse conceito irão surgir novas ideias e conceitos relacionados. Então, pense bastante sobre a ideia central do mapa para conseguir desenvolvê-lo com o melhor conteúdo possível, assim ele será realmente útil para as suas necessidades.

Faça uma ampla pesquisa de informações

Depois de definir a ideia central, você deve fazer uma pesquisa ampla, coletando dados com todas as informações mais importantes para posteriormente determinar os conceitos a serem destrinchados no mapa.

Já na pesquisa, você poderá perceber que está começando a ampliar seus conhecimentos e memorizar informações que lhe podem ser úteis. Busque fazer uma pesquisa bem extensa, realizando buscas sobre tema central e assuntos relacionados na web, por meio de livros e outros.

Filtre as informações da sua pesquisa

Após fazer uma pesquisa ampla, é hora de filtrar as informações. Aqui, você precisa separar todos os conceitos e definições que agregarão valor ao seu mapa conceitual. Vá passando de conceitos mais básicos para mais específicos e comece a realizar as informações.

Aqui, você também pode iniciar um brainstorm para trazer mais ideias de valor para o seu mapa. Assim, você não exercita sua mente somente durante a pesquisa.

Organize e relacione os conceitos do seu mapa

Aqui você pode começar a organizar os conceitos, de acordo com a ideia central do mapa, e relacioná-los entre si. Nessa etapa, você pode notar que alguns conceitos ainda ficaram de fora, mesmo após a fase de filtragem, o que é normal.

Comece organizando os conceitos da ideia central para conhecimentos gerais. Assim, você pode relacionar os conceitos entre si por meio de imagens, frases e definições que façam sentido e possam facilitar a memorização das informações.

Revise o seu mapa e faça as últimas correções

Por fim, você deve revisar o seu mapa, conferindo todas as informações para fazer as correções necessárias. Assim, você traz mais valor para ele e consegue apresentar de uma forma coerente e natural as ideias ilustradas no mapa.

Dessa forma, você terá bem mais facilidade para usar os conceitos em sua argumentação, em estratégias e memorizar todo o conteúdo.

Venha conhecer a nossa Formação em PNL

O curso de PNL do IBND tem dupla certificação internacional e é excelente para quem quer aprender tudo sobre programação neurolinguística e quer seguir carreira na área.


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 10 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 15 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®