Carga mental: como ela afeta sua vida e como mudar isso?

06/10/2021 às 19:19 Coaching

Carga mental: como ela afeta sua vida e como mudar isso?

Você constantemente pula refeições importantes como o almoço? Quando assisti a um filme se pega pensando nas tarefas que ainda faltam serem feitas e no dia de amanhã? Tem o costume de fazer as coisas no piloto automático? Cuidado. Estes são alguns dos sinais da Carga Mental!

A Carga Mental deriva de um conceito chamado Emotional Labor, criado em 1983, sem distinção de gênero. Mas que, a partir dos anos 2000, passou a se alargar para abraçar demandas feministas, apesar de não excluir totalmente o sexo masculino. 

Muitos acreditam que a Carga Mental seria o sinônimo de excesso de trabalho intelectual. Porém, sua definição não vai por essas vias. A Carga Mental é muito mais profunda e preocupante do que alguns podem imaginar

Por isso, neste artigo do IBND (Instituto Brasileiro de Neurodesenvolvimento) resolvemos trazer este assunto à tona. Você está preparado para mergulhar neste cenário que incide, majoritariamente, sobre as mulheres? Se sim, então boa leitura!

Vamos entender a Carga Mental

Mais do que definir a Carga Mental. Neste artigo queremos trazer um exemplo cotidiano na vida de todos nós para que você consiga compreender de forma prática o que é este termo e como ele se instala em nossas vidas. 

Por exemplo: preparar as refeições é a ponta do iceberg, ou seja, a tarefa visível. 

Suponhamos que você e seu parceiro cozinhem seis vezes por semana e cada um assume a preparação do alimento de forma igualitária. A tarefa parece bem divida, não é mesmo? 

Porém, pense no que antecede a preparação do alimento. O que deve ser feito para que a tarefa possa acontecer? Um dos dois precisa checar se tem todos os ingredientes, ver os produtos que faltam, descongelar o que precisa ser descongelado, fazer compras, etc. Esta é a parte das tarefas - a parte submersa do iceberg - que muito dificilmente é dividida igualitariamente. 

E não é apenas fazer a tarefa que fica pesado. O constante pensamento nelas, é o que geralmente leva a Carga Mental. De acordo com o Bright Horizons Modern Family Index de 2017, 3 em cada 5 mulheres que trabalham afirmam pensar sobre as tarefas domésticas durante seu expediente, o que as levam a um esgotamento mental.

Como a Carga Mental pode afetar a nossa saúde?

E sabe qual o pior de tudo isso? Esta Carga Mental pode levar a uma variedade de sintomas, desde a saúde física até a mental. Por isso, separamos 5 maneiras através das quais a carga mental pode afetar a nossa saúde, e o que pode ser feito a respeito.

Ansiedade e depressão

Ser um malabarista para impedir que questões familiares, pessoais e do trabalho não deixem de ser feitas pode ser extremamente estressante. Este cenário nos sobrecarrega e nos mantêm constantemente presos a eles. 

O que pode levar a sérios problemas de saúde mental, como a ansiedade e a depressão. As mulheres têm quase duas vezes mais probabilidade do que os homens de serem diagnosticadas com transtornos de ansiedade e depressão - não à toa uma a cada dez mulheres apresentam sintomas destas doenças. 

Privação de sono 

A falta de sono é frequentemente alimentada pelas demandas das três esferas (pessoal, social e profissional) que excedem o limite físico e mental do indivíduo. E, infelizmente, o cansaço que decorre desta privação pode levar a problemas como: irritabilidade, sistema imunológico enfraquecido, desconexão familiar, etc. 

Falhas na memória

Se você vive procurando o celular “perdido” que está nas suas mãos e, constantemente, esquece compromissos da semana, fique tranquilo, você não está enlouquecendo. Você apenas está sofrendo as consequências da sua carga mental. 

As pessoas que passam por isso sentem uma fadiga constante, que não é corrigida pelo sono. O que leva a uma dificuldade de concentração e memória fraca. 

Dores de cabeça 

Os hormônios e os níveis de estresse de quem vive constantemente com a Carga Mental aumentam a constância das dores de cabeça. Afinal, a falta de sono, a ansiedade e o esgotamento podem influenciar nesta frequência. 

Mas afinal, como aliviar a Carga Mental?

Existem algumas maneiras de lidar com a Carga Mental, afinal, você não deve conviver com ela como pudemos ver nos parágrafos acima. 

Dentre as maneiras, é importante estabelecer limites e se recusar a entrar em situações, dividindo as tarefas de forma igualitária. 

Ademais, gerenciar bem a carga mental significa encontrar tempo para atender às suas necessidades e se colocar em primeiro lugar quando for possível. Reserve alguns minutos do seu dia para fazer algo que te mantenha firme, pequenos hábitos podem te ajudar a controlar as dores de cabeça, o estresse e as demais consequências desta realidade. 

Gostou deste artigo do IBND? Então não deixe de conferir os outros artigos em nosso blog e conhecer a nossa formação em PNL!


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 12 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 18 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK