Surpreenda-se com a história da John Deere

12/02/2021 às 11:17 PNL

Surpreenda-se com a história da John Deere

Se você alguma vez já foi em uma grande fazenda, provavelmente deve ter se deparado com aqueles tratores enormes nas cores verde e amarela ou com qualquer outra máquina que traz o símbolo de um cervo saltitante.  Estamos falando da John Deere, uma respeitada empresa do segmento de máquinas e equipamentos agrícolas.

Esse post vai contar um pouco da história dessa renomada empresa, líder absoluta nesse ramo. Saiba como a John Deere se tornou um império e porque seus produtos são a preferência de milhares de agricultores e fazendeiros em todo o mundo. Continue a leitura e comece o seu dia mais inspirado (a).

John Deere: 183 anos de sucesso absoluto

Não. Você não leu errado. A John Deere está se aproximando dos 200 anos de fundação, que aconteceu em 1837, nos EUA. O renomado ferreiro John Deere resolveu empreender e começou a fabricar máquinas agrícolas para suprir as necessidades da sua região, o que deu um enorme impulso para a agricultura local.  Nascia a John Deere, uma das empresas industriais mais antigas do mundo.

O primeiro produto fabricado pelo talentoso John Deere foi um arado feito de aço polido e autolimpante (uma novidade para a época).  O equipamento teve uma grande procura, pois facilitava bastante todo o trabalho de aragem da terra, muitas vezes compactada. Em 1841, já tinham sido fabricadas 75 peças. O autoconhecimento emocional também é importante no mundo dos negócios. 

O crescimento da empresa foi inevitável nos anos seguintes e, em 1848, a John Deere já fabricava perfuradores de solo e modernos arados, totalizando cerca de 1000 unidades por ano. Já em 1863, a John Deere começou a fabricar o cultivador dirigível motorizado. Por volta de 1870, a marca já vendia 5 modelos de máquinas com diferentes funções e se consolidava ainda mais no mercado.

Mais negócios e crescimento acelerado

Em 1874, a vendas da John Deere continuam cada vez maiores, alcançando a marca de 50 mil ceifadoras, um recorde no país. O portfólio de produtos da marca só crescia. Máquinas e equipamentos agrícolas com tecnologia de ponta (para a época) tinham uma procura cada vez maior por donos de fazendas e grandes agricultores.

Em 1912, a John Deere já contava com 11 fábricas nos EUA, uma no Canadá e 25 escritórios de vendas. O restante dessa década foi marcado por um eficiente plano de expansão para o restante do mundo. Os anos 1920 foram marcados pelo lançamento de duas linhas de tratores, que fizeram enorme sucesso, graças à sua eficiência e versatilidade no trabalho no campo. 

Já na década de 1930, a John Deere viu as vendas aumentarem cerca de 90% por causa do lançamento de mais uma linha de tratores, que facilitavam bastante todo o cansativo trabalho de arar a terra, dentre diversos outros. Os anos 1940 foram marcados por mais inovação e lançamentos de mais uma nova linha de tratores, cada vez mais úteis e modernos. Em 1947, a John Deere ingressa no mercado de equipamentos para construção civil.

Inovação e conquista de milhares de clientes mundo afora

A John Deere percebeu que os diversos modelos de tratores produzidos eram o seu carro-chefe. Sendo assim, resolveu investir pesado neles. Em 1953, lançou mais um modelo de trator e, em 1957, uma moderna linha de plantadeiras e cultivadores, que tiveram uma grande aceitação do seu público-alvo. Todo empreendedor deve saber como definir metas.

Em 1958, mais uma inovação da John Deere: a criação de um crédito próprio para fazendeiros e agricultores que permitia a compra de máquinas e equipamentos agrícolas. Nesse mesmo ano, a marca norte americana dá as caras na América do Sul. Em 1959, aconteceu a criação do maior trator da John Deere, que tinha 10 toneladas e era movido a diesel.

Em 1963, a John Deere acabou se tornando a maior fabricante de tratores e maquinário agrícola do planeta. Para inovar ainda mais e fazer jus a esse aclamado “título”, essa marca de sucesso resolveu começar a produzir tratores para gramados residenciais e acessórios como cortadores de grama e removedores de neve. Em 1966, a John Deere inovou e criou estruturas anticapotamento para serem acopladas em seus tratores. Para variar, as vendas foram um sucesso.

Mais produtos no mercado e altíssimo faturamento

Por volta de 1973, as vendas da John Deere passaram dos 2 bilhões de dólares. Os produtos dessa marca eram tão procurados, que a produção de máquinas e tratores agrícolas era praticamente ininterrupta, o que levou a John Deere a expandir ainda mais os seus negócios. Foram inauguradas novas e modernas fábricas em países que tinham uma demanda maior.

Em 1980, o lançamento da primeira colheitadeira de algodão motorizada do mundo, que aumentava a produtividade em até 90%, foi um sucesso de vendas. Em 1981, a John Deere já ofertava 68 modelos, entre máquinas agrícolas, tratores e outros equipamentos. Mesmo com uma grande recessão nesse setor, que aconteceu na segunda metade dessa década, a John Deere se manteve firme e forte no mercado.

Os anos 1990 começaram com mais lançamentos de máquinas agrícolas cada vez mais modernas e versáteis. Em meados de 1996, a John Deere cria e lança as primeiras máquinas que podiam ser localizadas via satélite, uma inovação para o setor, que se tornava ainda mais rentável. Nesse mesmo ano, acontece o lançamento de quatro tratores que tinham preços mais acessíveis e dois cortadores de gramas comuns.

A John Deere amplia ainda mais os negócios

O ano de 2000 foi marcado pelo ingresso da John Deere no segmento de irrigação agrícola. A marca adquiriu outras empresas do setor, aumentando ainda mais o portfólio de produtos oferecidos aos clientes. Já em 2010, a empresa inaugurou dois modernos centros de tecnologia e inovação na Alemanha e China.

Pelo visto, a prestigiada John Deere, que conta com cerca de 57 mil colaboradores em todo o mundo e faturamento anual estimado de 26,64 bilhões de dólares (2016), ainda tem muito tempo de vida, certo? 

Venha para o IBND

O curso de PNL do IBND é ministrado por profissionais altamente capacitados e com larga experiência no mercado. Aqui, o nosso compromisso é a sua realização como ser humano.

O IBND oferece soluções personalizadas que podem contribuir para o seu sucesso profissional e pessoal. Em nossa instituição, cobramos um preço justo e priorizamos o seu aprendizado. Estamos te esperando!

 

 


Conheça mais:

Rodrigo Huback

Rodrigo Huback Head Trainer de Practitioner PNL, Master PNL, Método B2S e Hipnose Clínica

Mais de 10 anos dedicados ao desenvolvimento humano; Mais de 15 anos empreendendo em alta performance; Pedagogo; Master Trainer em PNL; Master Trainer em Coach; Membro Trainer de Excelência na NLPEA; Membro Trainer da ANLP; Trainer Comportamental; Hipnoterapeuta.


Gostou de nosso post? Compartilhe:


Todos os Direitos Reservados ®

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK